Linha 2. Pesquisa e desenvolvimento de: ensaios analíticos, insumos e medicamentos


Visa o desenvolvimento de métodos analíticos e a obtenção de insumos de interesse farmacêutico (com ênfase na síntese de compostos bioativos, estudos de estrutura-atividade biológica e análise química, física e biológica) além do desenvolvimento de formas farmacêuticas.

Projetos:

1. Síntese e atividade biológica de imidas cíclicas

A filantimida, derivado da glutarimida, apresentou moderado efeito antimicrobiano, antiespasmódico e analgésico, sendo então usado como modelo ou protótipo para a síntese de inúmeros análogos (maleimidas, succinimidas, ftalimidas, naftalimidas, glutarimidas, entre outras). O objetivo desta pesquisa é a avaliação da atividade antimicrobiana sobre bactérias e fungos e estudos de correlação estrutura-atividade, no intuito de se obter racionalmente, substâncias mais potentes.

Equipe: Valdir Cechinel Filho (docente responsável), Alexandre Bella Cruz (docente), Rosendo Augusto Yunes (colaborador), Fátima de Campos Buzzi (colaborador), Nara, Marcia, Franco, Fernanda Mahle (mestranda), Bruna Hawerroth (graduação)

Inicio: 2006

2. Desenvolvimento de novos fitoterápicos analgésico, antinflamatório e antifebril de Uso Oral a base de Aleurites moluccana L. Willd.

Este projeto visa a pesquisa e desenvolvimento de novos fitoterápicos analgésico, anti-inflamatório e antifebril a partir da Aleurites moluccana, com comprovada atividade biológica. A partir do extrato seco padronizado, em relação ao teor de flavonoides totais expressos em swertisina, serão desenvolvidas formas farmacêuticas líquidas, como suspensão, com biomonitoramento e estudo de estabilidade. Os métodos analíticos já desenvolvidos para os comprimidos serão adaptados e validados para estas formas farmacêuticas para posterior estudo clínico e registro junto à Anvisa, em parceria com Laboratório Farmacêutico Nacional.

Equipe: Ruth Meri Lucinda (responsável) Valdir Cechinel Filho (docente), (docente), Tania M. Bellé Bresolin (docente), Nara Lins M Quintão (docente), Sabrina Santana Camargo (Graduação), Andressa Fabiana Ferreira (Graduação), Richie Mac Donald (mestrado)

Fonte Financiadora (bolsa ou valor do projeto): Finep-Eurofarma (apoio financeiro) ProBIC/UNIVALI, PMUC/FAPESC, Eurofarma (2011)

Inicio: 2003

3. Desenvolvimento de produto fitoterápico de uso tópico contendo Sphagneticola trilobata (Acmella brasiliense, Wedelia paludosa)

Extratos brutos das partes aéreas de S. trilobata foram efetivos em vários modelos farmacológicos de dor e inflamação e desprovidos de efeito tóxico em estudos anteriores, incluindo o grupo do NIQFAR e um Laboratório Farmacêutico Nacional. Diante de tais resultados, este trabalho propõe analisar a atividade analgésica e anti-inflamatória, em modelos in vitro e in vivo, dos extratos da planta, de frações e compostos isolados; o estabelecimento de marcador químico, o desenvolvimento e validação de ensaios analíticos para o controle de qualidade dos extratos e o desenvolvimento farmacotécnico de um fitoterápico de uso tópico a partir de extrato da planta. Adicionalmente analisar a estabilidade das formulações.

Equipe: Ruth Meri Lucinda (docente responsável), Valdir Cechinel Filho (docente), Tania M. Bellé Bresolin (docente), Nara Lins Meira Quintão (docente), Giovana Fucina (Mestranda), Alexandra Ingrid dos Santos Czepula (cadastrar como parti externa, egressa mestrado), Thaisa Baccarin (graduação), Lilian W. Rocha (Mestranda), Paula Regina Alves de Siqueira (Graduação), Sabrina Camargo (graduação) Jéssica Correa (graduação), Alexandra Garcia (graduação)

Fonte Financiadora (bolsa ou valor do projeto): Funcitec-SC edital universal 2003 (R$ 22.600,00), Elofar (apoio financeiro), PIBIC

Inicio: 2004

4. Mecanismo de interação cromatográfica de derivados da quitosana na separação de compostos fenólicos e adsorção de corantes e íons inorgânicos

Alguns derivados da quitona contendo íon metálico, como os complexos de quitosana-ferro (III) podem ser aplicados na Cromatografia de Afinidade por Metal Imobilizado na separação de compostos fenólicos tais como polihidroxifenois, flavonoides e biflavonóides, íons inorgânicos e corantes. Este projeto visa esclarecer o mecanismo de interação destes compostos com os adsorventes, bem como de outros derivados que são preparados para esta finalidade.

Equipe: Clóvis Antonio Rodrigues (docente responsável), Valdir Cechinel, Carla Albertina Demarchi (aluna de graduação), Helen Helena dos Santos (aluna de graduação), Camila Riffel (aluna de graduação), Aline Debrassi (mestrado), Mayara Roslindo de Campos (graduação)

Inicio: 2004

Fonte Finaciadora: ( Edital Universal-CNPq)

Bolsas: ProBIC e PIBIC

5. Partículas magnéticas de derivados da quitosana: preparação, caracterização e aplicações analíticas químicas e farmacêuticas

Visa caracterizar as propriedades estruturais, eletrônicas e magnéticas de derivados da quitosana, através de espectrofotometria de infra-vermelho, microscopia óptica e eletrônica, análises de susceptibilidade magnética em corrente contínua e alternada e espectroscopia de Mossbauer; além de estudos de estabilidade em solução com diferentes tipos de pH e em fluido corporal simulado, visando sua aplicação na vetorização de fármacos e engenharia biomédica. Por outro lado, o projeto busca evidenciar a aplicação do complexo como adsorvente na Extração em Fase Sólida (EFS), um método utilizado para a extração e purificação de substâncias presentes em matrizes complexas ou soluções muito diluídas. Será analisada a capacidade de adsorção e remoção magnética de íons inorgânicos, corantes, bem como a sua utilização como suporte para catalizadores e biocatalizadores de reações químicas de interesse farmacêutico e tecnológico

Equipe: Clóvis Antonio Rodrigues (docente responsável), Valdir Cechinel, Fátima de Campos Buzzi (docente) Aline Debrassi (Mestranda), Francielli Zanatta (Mestranda), Danielle Caroline Cipriani Melo (Mestranda), Jéssica da Silva (aluna de graduação), Debora Luiza Postai (aluna de graduação) Carla Albertina Demarchi (Mestranda), Debora Cristina Anton (aluna de graduação), Jessica Fernanda Molleken (aluna de graduação), Jessica Carolina Pereira (PIBIT)

Fonte Financiadora (bolsa ou valor do projeto): Projeto biodiesel/CNPq

Financiadores: CAPES e CNPq , Pibic, Pibiit

Início: 2004

6. Desenolvimento de extratos secos de Bauhinia forficata (pata-de-vaca) visando produção de forma farmacêutica sólida

Extratos medicinais (fluidos) de B. forficata foram produzidos, otimizados e submetidos a secagem em forno e nebulizados (estufa e spray-drying) visando a produção de comprimidos. Será realizada a caracterização da forma farmacêutica intermediária e final com diversos excipientes, através da mensuração de diversos parâmetros fisico-quimicos e microbiológicos, bem como o acompanhamento dos principais marcadores (flavonoides) através de CLAE e atividade hipoglicemiante.

Equipe: Angélica Garcia Couto (docente responsável), Maique Weber Biavatti (colaborador), Adilson Cunha (Mestrado), Cristiani Burger (pesquisadora), LARISSA MENEGHELLI (graduação), Sabrina Menon (graduação), Rodrigo Menon (graduação), Patrícia Muranaka (graduação)

Financiadores: PIPG

Inicio: 2006

7. Síntese e aplicação  em Nanotecnologia de derivados de quitosana

A N-carboximetilquitosana (N-CMQTS) e O-carboximetilquitosana (O-CMQTS) são derivados de quitosana, solúveis em água, com caráter anfótero e com baixa toxicidade. Tais propriedades permitem o emprego em diversas áreas como: medicina, química e principalmente nas ciências farmacêuticas. As modificações químicas destes derivados, como a introdução de grupos hidrofóbicos, propiciam a formação de sistemas nanoestruturados, com propriedades micelares, capazes de aumentar a solubilidade e biodisponibilidade de fármacos poucos solúveis em água, através do nanoencapsulamento. Desta forma o objetivo deste projeto é sintetizar derivados de quitosana a partir de processos como N e O-carboximetilação, bem como adicionar grupos hidrofóbicos nos derivados N-CMQTS e O-CMQTS através de reações de acetilação com anidrido acético; aldeídos (alifáticos e aromáticos) e cloretos de ácidos (alifáticos) para uma posterior aplicação na preparação de sistemas nanoconjugados para a liberação de fármacos. Tais sistemas serão avaliados por análises titulométricas, ressonância magnética nuclear, espalhamento de luz (estático e dinâmico), microscopia de força atômica, reologia.  Os derivados gerados serão avaliados quando a sua toxicidade, atividade biologia, biocompatibilidade celular bem como a biodisponibilidade “in vitro” e “in vivo” dos fármacos incorporados

Equipe: Ruth M Lucinda da Silva (Professor responsável); Clovis Antonio Rodrigues (Professor pesquisador), Alexandre Bella Cruz (docente), Tânia Regina de Oliveira Rosa (Mestranda); Maria Claudia Largura (mestranda), Aline Debrassi (aluna de graduação), Thamires Yume Inoue (graduação), Maiara Monique Carrano (PROBIC)

Fonte Financiadora: Projeto de Nanoglicobiotecnologia (CNPq/REDE Nanoglcobiotecnologia/55.5169/2005-7);  Bolsa de PIBIC/CNPq e PIPG-UNIVALI, proBIC-UNIVALI

Inicio: 2006

8. Síntese e avaliação do potencial biológico de chalconas e substâncias relacionadas

O projeto pretende viabilizar a síntese de diferentes chalconas e substâncias relacionadas (flavanonas, flavonas, etc.) com propriedades biológicas (analgésica, antiinflamatória, antimicrobiana e antiparasitária), avaliadas em modelos experimentais de domínio do grupo ou em parceria com outros grupos de pesquisa via Programa CYTED (Rede RIBICANCER). Pretende ainda avaliar a relação entre a estrutura química e atividade biológica visando à síntese recional de substâncias mais potentes.

Equipe: Valdir Cechinel Filho (Docente responsável), Rivaldo Niero (Docente), Alexandre Bella Cruz (Docente), Fátima de Campos Buzzi (colaboradora), Rogério Corrêa (colaborador). Pamela Padaratz (mestranda),Taline (mestranda), Xana Raquel Ortolan (mestranda), Bruno Foster (grd.), Roney Hoffmann (Graduação)

Fonte Financiadora (bolsa ou valor do projeto): PIBIC-CNPq; Edital Universal 2009 CNPq

Início: 2007

9. Avaliação da atividade proliferativa do norfloxacin e derivados sintéticos em células mononucleares humanas in vitro

Devido ao quadro crescente de multi-resistência bacteriana a pesquisa por novos agentes antibacterianos, bem como seus respectivos mecanismos de ação se faz necessária. A classe dos antibacterianos fluoroquinolônicos tem despertado maior interesse no estudo por seu amplo espectro bacteriano, potência e propriedades farmacocinéticas. Além da procura de novos compostos com uma ótima atividade antibacteriana, também há interesse da ação do agente bacteriano sobre o sistema imune. A atividade imunomodulatória do agente pode ser exercida sobre diversos eventos celulares e humorais, proporcionando tanto a inibição quanto a ativação do sistema imune. Considerando que a resposta imune apresenta papel fundamental na defesa contra agentes infecciosos e se constitui no principal impedimento para a ocorrência de infecções, este projeto objetiva avaliar ação imunomodultória do norfloxacin e derivados sobre a proliferação de células mononucleares humanas, preferencialmente daquelas que também possuam atividade antibacteriana comprovada. O teste de linfoproliferação permitirá verificar a estimulação ou supressão das células mononucleares de sangue periférico humano, frente aos compostos em estudo nas concentrações de 0,5 a 50µg/mL, na presença e na ausência da fitohemaglutinina (PHA) por 72 horas a 37°C e 5% de CO2. Dados preliminares indicam que compostos derivados do norfloxacin estimulam e potencializam a resposta de células mononucleares humanas in vitro frente ao mitógeno PHA, e o presente estudo pretende comprovar este efeito, além de avaliar um maior número de derivados.

Equipe: Rogério Correa (responsável), Edneia C. Bueno (decente), Isabel (mestranda), Karine Cordeiro de Souza (graduação),

Fonte Financiadora (bolsa ou valor do projeto): PIBIC

Início: 2007

10. Biopolímeros como excipiente farmacêutico em formas farmacêuticas sólidas orais

Este projeto visa avaliar a aplicação de diferentes biopolímeros, como aqueles provenientes de sementes (como a galactomanana de Mimosa scabrella (bracatinga, uma árvore nativa do Brasil), secretados por bactérias (como a xantana), oriundos de algas (como o alginato de sódio, extraído de Sargassum sp., do litoral catarinense) e de derivados da quitina (quitosana e derivados) na elaboração de formas farmacêuticas de liberação controlada e de filmes de revestimento, com o intuito de fomentar a produção nacional sustentável de excipientes farmacêuticos.

Equipe: Ruth M. Lucinda Silva (docente responsável), Tania Mari Bellé Bresolin (docente), Clovis Antonio Rodrigues (docente), Rilton A. Freitas (externo)), Georgia Hoffer (grad); Camila C. Dalri (Grad);  José Roberto Bresolin (mestrado), Sabrina Santana Camargo (Graduação), Thamiris Inoue (Graduação), Fátima Rosangela de Souza Saraiva (Mestrado), Barbbara Canellas (Graduação), Maiara M. Carraro (graduação).

Fonte Financiadora (bolsa ou valor do projeto): Funcitec-SC Edital 001/2001 (R$ 10.000,00) e Funcitec-SC Edital Jovem Doutor 009-2003 (R$ 26.000,00), bolsas PIPG, INCT-If (8.900,00), PIBITI/CNPq, Bolsa mestrado CNPq, Probic/UNIVALI.

11. Estudo de formulações semissólidas para uso tópico contendo extrato seco por spray dryer de Ipomoea pes-caprae

Soluções extrativas de I. pes-caparae otimizadas, serão submetidos a secagem em spray-dryer, visando a sua incorporação em bases semissólidas para uso tópico. Será avaliada a sua estabilidade física, química e microbiológica, e o potencial de irritação cutânea, in vitro, das formulações selecionadas pelos estudos de estabilidade. Como grupo de marcadores químicos serão utilizados os flavonóides através de método a ser desenvolvido e validado por CLAE.

Equipe: Angélica Garcia Couto (docente responsável), Jerusa Adriano (Mestrado), Daniela Maes Dutra (Mestrado), Tania Mari Bellé Bresolin (pesquisadora), Valdir Cechinel Filho (colaborador), Josiane Carvalho de Vitorino (docente), Janaína dos Santos Soares (aluna de graduação), Anadiesa de Almeida Guimarães (graduação), Mariana Ghiggi (graduação), Daniela Vieira (graduação), Marcia Maria de Souza (pesquisadora), Daniela Maes Dutra, Cristiane Silva, Nara Lins Meira Quintão

Financiadores: Bolsa do Artigo 170, FAPESC

Inicio: 2007

12. Desenvolvimento de formas Farmacêuticas e Fitocosméticas Semissólidas contendo Extrato de Aleurites Moluccana L.Wild

Este trabalho tem por objetivo desenvolver formulações farmacêuticas e fitocosméticas estáveis de uso tópico contendo extrato padronizado de Aleurites moluccana e validação de métodos de quantificação de marcadores, tais como a 2”-O-ramnosil swertisina, a swertisina e compostos fenólicos totais, por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE). Serão desenvolvidas preparações semissólidas com características emulsivas e géis contendo extrato. Estas preparações serão submetidas a estudos de estabilidade prévia e acelerada biomonitorado pelo estudo do efeito anti-inflamatório tópico usando o modelo de edema induzido por agentes flogísticos. O projeto visa ainda a aplicação cosméticas dos fitocosméticos contendo o extrato de A. moluccana e para tanto será realizado estudo da atividade antioxidante, despigmentante e de recuperação da pele em modelos celulares in vitro e clínicos in vivo. A permeação cutânea dos ativos presentes no extrato e incorporados em base semissólida será analisada em estudo de permeação cutânea in vitro

Equipe:  Tania M. Bellé Bresolin (docente resp.);Valdir Cechinel Filho (docente), Angelica Garcia Couto (docente), Ruth Meri Lucinda (docente); Nara Lins Meira Quintão (docente); Luciana Catia Block (farmacêutica); Talita Gesser Cesca (mestrado) Sabrina Camargo (Grad), Silmara Mendes Hoepers (mestrado), FELIPE LACERDA DA SILVA (Doutorado), GILDETE APARECIDA VALDAMERI (Doutorado).

Financiamento: Edital UNIVERSAL Nº 07/2009 – FAPESC, Eurofarma

13. Desenvolvimento e validação de metodologia para doseamento e análise dos produtos de degradação de comprimidos de metformina 500mg

Entre os fármacos mais utilizados para o tratamento de diabetes mellitus está a metformina, a qual é um dos medicamentos produzidos pelo LAPAM-UNIVALI e faz parte da Relação Nacional de Medicamentos (RENAME). O objetivo deste trabalho é desenvolver e validar uma metodologia indicativa de estabilidade da metformina em comprimidos, por CLAE, utilizando diferentes tipos de colunas cromatográficas, além de produzir, isolar, purificar e elucidar a estrutura dos compostos de degradação do fármaco na formulação do LAPAM, comparando com o produto de referência e um genérico atualmente comercializado. Para os testes de degradação forçada os medicamentos serão submetido a diferentes tratamentos por aquecimento, exposição à umidade, hidrólise básica, ácida e neutra, oxidação e exposição à luz ultravioleta. As soluções degradadas serão analisada por CLAE, para o desenvolvimento do método de detecção e quantificação e os produtos de degradação serão isolados por técnicas cromatográficas e identificados através de métodos espectroscópicos

Equipe: Tania M. B. Bresolin (Docente Responsável); Rogério Corrêa (Colaborador); Fernanda Cristina Stenger (mestrado), Rilton Alves de Freitas (colaborador), Sheila L. (auxiliar lab.)

14. Desenvolvimento e Padronização de Extrato Seco de Rapanea Ferruginea MEZ. (Mirsinaceae) Obtidos por Spray Dryer e Avaliação da Atividade Analgésica in Vivo

Este trabalho tem por objetivo desenvolver e padronizar um extrato seco a partir das cascas de R. ferruginea e avaliar a atividade analgésica in vivo. O processo de extração será realizado por maceração dinâmica, onde será variado o grau alcoólico do líquido extrator, o tempo de extração e o tamanho de partícula da droga vegetal. O teor de marcadores nos extratos, será realizado por CLAE, após desenvolvimento e validação da metodologia usando como marcador o ácido mirsinóico B, previamente isolado da planta. As soluções extrativas serão caracterizadas quanto ao pH, resíduo seco, perfil em CCD e CLAE e teor de marcador. Será efetuada também a otimização do processo de secagem por spray-dryer, selecionando variáveis do processo como temperatura de entrada, fluxo, concentração de excipientes, teor de sólidos e pressão. Os extratos secos serão caracterizados quanto ao teor de umidade, higroscopicidade, propriedades morfológicas e de fluxo, pH, perfil em CCD e CLAE e teor de marcador. Os extratos secos serão submetidos a estudo de estabilidade acelerado. A validação biológica do processo de desenvolvimento tecnológica será realizada através da avaliação da atividade analgésica in vivo pelo método de formalina. Através deste estudo, pretende-se avançar com a pesquisa sobre a planta, visando o desenvolvimento de um novo medicamento fitoterápico que apresente qualidade, eficácia e segurança

Equipe: Ruth Meri L. Silva (docente responsável); Angela Malheiros (docente); Márcia Maria de Souza (docente); Luciana Catia Block (farmacêutica); Thaisa Baccarin (mestrado); Sabrina S. de Camargo (Graduação)

Financiamento: Edital UNIVERSAL Nº 07/2009 - FAPESC (36.000,00).

15. Obtenção de Fitocosmético com ação antioxidante a partir das flores da Allamanda cathartica

O projeto visa o desenvolvimento de fitocosméticos contendo extrato padronizado de Allamanda cathartica L. e avaliar a atividade antioxidante in vitro. Busca-se a incorporação do extrato padronizado em preparações semissólidas do tipo emulsão, nanoemulsão e microemulsão. Serão realizados estudos de otimização e padronização do processo de extração, desenvolvimento das preparações e estudos de permeação e de atividade antioxidante in vitro. Com base nos estudos fitoquímicos, biológicos e analíticos já realizados com a planta, busca-se com o projeto comprovar a ação antioxidante in vitro da planta e obter formulações para aplicação tópica do extrato visando a futura aplicação como produto fitocosmético com ação antioxidante.

Equipe: Ruth Meri Lucinda da Silva (docente responsável), Angela Malheiros (Docente), Rilton Alves de Freitas (Docente), Cristiani Bürger (externo), Renê Artur Ferreira (pesquisador), Marina da Silva Machado (docente), Jaqueline Aparecida Góes (Mestrado), Tiago José Bonomini (Mestrando), Amanda Faqueti (Graduação), Francisco Alexandre Zagonel (Graduação), Gabriela Zappelini Zanette (Probic), Bruno Fonseca Santos (Graduação), Diana Caroline da Silva (Graduação), Ana Flavia Fischer (mestrado), Joice Silva (graduação) , Diana Carolina Scheneider da Silva (ARt 170)

Financiadores: ProBIC/UNIVALI, Art. 170 (Governo de SC)

Inicio: 2006

16. Obtenção de corantes naturais e aplicação em produtos cosméticos colorantes para cabelo

O projeto visa à extração de corantes de espécies vegetais com diferentes tonalidades, principalmente azul e vermelho, e a análise da aplicação em produtos colorantes capilares. Os corantes serão caracterizados por métodos físico-químicos e sua adsorção à estrutura capilar será estudada por estudo de adsorção à lã natural em diferentes condições, na presença ou não de aditivos. Os corantes com promissora aplicação como colorantes para o cabelo serão testados em mechas naturais de cabelo humano e parâmetros como fixação, durabilidade e alteração da estrutura capilar serão avaliados.

Equipe: Ruth Meri Lucinda da Silva (docente responsável), Clóvis Antonio Rodrigues (Docente), Angela Malheiros (Docente), Denise Kruger Moser (Doutorado), João Souza Filho (graduação).

Financiadores: PIBIC/UNIVALI

Inicio: 2012

17. Desenvolvimento tecnológico e avaliação farmacológica de preparações extrativas a partir das partes aéreas da Marrubium vulgare L. (Lamiaceae)

Este trabalho tem por objetivo desenvolver preparações extrativas líquidas e sólidas a partir da M. vulgare, estabelecer os parâmetros de qualidade botânica, química, microbiológica, tecnológicas e farmacológica, afim de que, estes conhecimentos possam ser utilizados para a industrialização nacional de medicamentos a base desta planta.

Equipe: Angélica G. Couto (docente responsável); Christiane Meyre da Silva Bittencourt (docente); Nara L. M. Quintão (pesquisadora); René Arthur Ferreira (docente); Luciana Cátia Block (farmacêutica); Ana Paula de Oliveira (Mestrado); Valdir Cechinel Filho (pesquisador); Sérgio Faloni de Andrade (pesquisador); Theodoro Marcel Wagner (colaborador); Josiane de Carvalho Vitorino (docente); José Antônio Correa Junior (graduação); Thaís Casagrande (graduação); Hugo Guilherme Martins Tolentino de Souza (graduação), João Souza Filho (graduação), Angela Crisitna de Carli Petreanu (Mestrado INCLUIR EM 2013)

Financiamento: Edital Universal 2009 CNPq

18. Síntese e avaliação de filmes a base de derivados anfifílicos de O-carboximetilquitosana

Devido às suas características químicas, físicas, biológicas, baixa toxicidade e sua biocompatibilidade e habilidade de formar filme, fibras e gel, a O-carboximetilquitosana (O-CMQTS) o presente projeto visa investigar o uso deste polímeros nas áreas de tecnologia de alimentos (filmes comestíveis para proteção de alimentos ou como dispositivos de liberação de conservantes) e farmacêutica (como dispositivos de liberação modificada de fármacos). A O-carboximetilquitosana (O-CMQTS) é um derivado da quitosana solúvel em pH ácido e básico pela inserção de grupamentos carboximetil na estrutura do polímero. Através da reação da O-CMQTS com aldeídos aromáticos é possível obter derivados com características anfifílicas, que podem ser empregados como filmes comestíveis conservando alimentos ou como sistemas de liberação lenta de conservante e como auxiliares na dissolução de compostos bioativos, atuando como embalagem ativa. A síntese de derivados da quitosana com características anfifílicas pode possibilitar o aumento da solubilidade em água de compostos pouco solúveis, além de reduzir a toxicidade do sistema de liberação podendo ser empregados na conservação do alimento inibindo o crescimento de micro-organismos em sua superfície. Por outro lado, como o uso sistêmico de antimicrobianos pode causar efeitos adversos, a administração local destes tem recebido considerável atenção. Os filmes empregados com antimicrobianos são uma alternativa para liberação destas substâncias.

Equipe: Alexandre Bella Cruz (docente resp.); Clóvis Antonio Rodrigues (decente); Cristiani Bürger (docente); Priscila Martins (mestrado Tirar?) Bianca Scherer Grondi (graduação), Ana Claudia Zimmermann (mestrado)

Financiamento: chamada pública FAPESC 08/2009 (Pesquisa Científica, Tecnológica e Inovação em Ciências Agrárias) e Edital UNIVERSAL Nº 07/2009 - FAPESC

Início: 2008

19. Análise da atividade antinociceptiva e anti-inflamatória da Benzofuranona 3-usr:2-(2-hidroxi-4,6dimetoxifenil)-2benzofuran-1(3H)-ona em camundongos

O trabalho visa avaliar a atividade antinociceptiva e antiinflamatória do composto sintetizado 3-usr:2-(2-hidroxi-4,6dimetoxifenil)-2benzofuran-1(3H)-ona. A síntese será realizada através da recristalização da chalcona 2-??3-(2,- hidroxi-4 , ,6, -dimetoxifenil)-3-oxoprop-1enil ??benzóico. Para a avaliação da atividade antinociceptiva e antiinflamatória serão utilizados camundongos Swiss fêmeos e machos pesando entre 25 e 35 gramas, aclimatados a temperatura de 22  2 C. Para avaliar a atividade antinociceptiva do composto serão utilizados os modelos de hipernocicepção mecânica induzida por Carragenina, Prostaglandina E2, Epinefrina, LPS (lipopolissacarídeo de membrana). Na tentativa de verificar o efeito antinociceptivo frente a modelos experimentais de dor crônica, serão utilizados os testes de hipernocicepção induzida por CFA (adjuvante completo de Freund) e dor neuropática induzida pela constrição parcial do nervo ciático e avulsão  do plexo braquial. A analise da possível atividade antiinflamatória será realizada através do teste de edema de pata induzido pela carragenina, bem como através da dosagem dos níveis de citocinas (IL1-beta e TNF- alfa) e da migração de neutrófilos verificada indiretamente através da atividade da mieloperoxidase. Como testes complementares serão realizadas avaliações do desempenho motor, atividade locomotora e temperatura retal, para descartar possíveis efeito indesejáveis.

Equipe: Dr Rivaldo Niero (docente orientador), Dra Fátima de Campos Buzzi (colaborador), Dra Nara Lins Meira Quintão (colaborado), Juliana Paula de Souza (mestranda).

Financiamento: Bolsa CNPq.DTI – 12 meses.

Início: 2009

20. Desenvolvimento e otimização de preparações extrativas de Campomanesia xanthocarpa visando produção de forma farmaceutica sólida

A droga vegetal será caracterizada quanto aos parâmetros botânicos, físicos, químicos e microbiológicos, bem como o perfil por CLAE para flavonóides como marcadores químicos. Soluções extrativas de C. xanthocarpa serão otimizadas, submetidas a secagem e avaliadas quanto aos parâmetros bioquímicos relacionados a redução de peso corporal em animais de laboratório.

Equipe: Angélica Garcia Couto (docente responsável), Osvaldo do Rosário Neto  (M), René Arthur Ferreira (docente); Cristiani Burger (pesquisadora), Tania Mari Bellé Bresolin (pesquisadora), Josiane Carvalho de Vitorino (docente), José Antônio Correa Junior (graduação). Thaís Casagrande (graduação)

Financiamento: Bolsa Artigo 171, Bolsa PIBIC

Início: 2010

21. Síntese e Avaliação da Atividade Biológica de Derivados Tiazolidinodionicos

O objetivo deste projeto é a síntese de derivados tiazolidinodionicos com variações eletrônicas e conjugativas e a avaliação do potencial citotóxico, antitumoral, antimetastásico, analgésico, antiinflamatório e antidiabético.

Equipe: Fátima de Campos Buzzi (docente responsável), Rogério Corrêa (docente) Vania (docente), Nara Quintão (docente), Cristiani Burguer (Docente), Daniele Caroline Cipriani Melo (Mestranda), Elaine Kornman (Mestranda), Juliana Rosa (Graduação), Maria Fernanda Fachini (Graduação), Yasmin Almeida Klas (Pibic)

Finaciamento: Projeto Universal CNPq 2010; PIBIC/Univali 2012.

Inicio: 2010

22. Avaliação da atividade antiinflamatória, antinociceptiva e antipirética de pirazolinas em modelos experimentais in vivo e in vitro

O objetivo deste projeto é a síntese de derivados pirazolinicos com variações eletrônicas e conjugativas e a avaliação da atividade antiinflamatória, antinociceptiva e antipirética bem como os parâmetros hematológicos em comparação à Dipirona.

Equipe: Fátima de Campos Buzzi (docente responsável), Márcia Maria de Souza (docente responsável), Valdir Cechinel Filho (docente), Rogério Corrêa (docente), Sílvia Aparecida Ramos (Mestranda), Lorena dos Santos (pesquisadora), Tiago Claudino dos Santos (Graduação), Leandro Gabriel da Costa (Graduação).

Finaciamento: PRÊMIO MÉRITO UNIVERSITÁRIO CATARINENSE 02/2008.

Inicio: 2008

23. Síntese e avaliação da atividade central de derivados maleimídicos

Sintetizar derivados maleimídicos e avaliar suas propriedades “in sílico” e “in vivo” para o desenvolvimento de compostos com potencial aplicabilidade terapêutica no sistema nervoso central.

Equipe: Fátima de Campos Buzzi (docente responsável), Márcia Maria de Souza (docente responsável), Valdir Cechinel Filho (docente), Rogério Corrêa (docente), Bruna Hawerroth (Graduação); Amanda Maffezzolli Deischmann (Graduação); Rosana Caltellain (Doutorado), Suellen Cristina D. Rosa (discente)

Finaciamento: bolsa ARt 171

Inicio: 2011

24. Desenvolvimento e otimização de preparações um novo fitocosmético com atividade anti-oxidante, anti-inflamatório e fotoprotetor

A droga vegetal (folhas) planta em estudo será caracterizada quanto aos parâmetros botânicos, físicos, químicos e microbiológicos, bem como o perfil por CLAE e teor de epicatequina e procianidina A2 e B2 como marcadores químicos. Soluções extrativas serão otimizadas e avaliadas quanto à atividade antioxidante (DPPH). As condições de extração selecionadas serão empregadas na obtenção de extratos moles e glicólicos, os quais serão submetidos a estudo de estabilidade acelerada e empregados em formulações dermocosméticas, as quais serão analisadas quanto à estabilidade acelerada e de longa duração. Pretende-se monitorar o efeito antioxidante e citotóxico in vitro, anti-inflamatório in vivo, além do efeito das formulações no pH, hidratação e oleosidade na pele de voluntários sadios empregando sonda (Courage-Khazaka electronic GmbH) e sua atividade fotoprotetora (FPS).

Equipe: Angélica Garcia Couto (docente responsável), Tania Mari Bellé Bresolin (pesquisadora), René Arthur Ferreira (docente); Christiane Meyre (colaboradora), Marina Machado (Colaboradora), Valdir Cechinel Filho (docente), Josiane Carvalho de Vitorino (docente), Daisy Netz (colaboradora), Liliane Thiesen (Mestrado), MATHEUS CORREA DOS SANTOS (graduação).

Financiamento: Artigo 170-FAPESC, Laboratório Santa Terezinha

Início: 2011

25. Utilização de partículas magnéticas contendo derivados da quitosana como suporte para catalisadores sólidos

Este projeto tem como objetivo utilizar as propriedades magnéticas e adsortivas destes nanomateriais para imobilizar substâncias catalisadoras como, por exemplo, enzimas e heteropoliácidos visando diminuir etapas de purificação dos produtos, remoção dos catalisadores, bem como a reutilização dos mesmos. Tanto os heteropoliácidos como as enzimas são utilizados na síntese de compostos de interesse farmacêuticos.

Equipe: Clóvis Antonio Rodrigues (docente responsável), Fátima de Campos Buzzi (docente) Aline Debrassi (Mestranda), Francielli Zanatta (Mestranda), Danielle Caroline Cipriani Melo (Mestranda), Jéssica da Silva (aluna de graduação), Debora Luiza Postai (aluna de graduação), Tábata Hoffmann (aluna de graduação)

Fonte Financiadora (bolsa ou valor do projeto): Projeto biodiesel/CNPq

Financiadores: CAPES e CNPq

Início: 2011

26 Síntese e atividade farmacológica de flavanonas e seus derivados a partir da xantoxilina

Tese (Doutorado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade do Vale do Itajaí,

Este trabalho visa avaliar a atividade antinociceptiva e anti-inflamatória dos compostos sintetizados bem como uma possível relação estrutura-atividade. Para avaliar a atividade antinociceptiva do composto serão utilizados os modelos de hipernocicepção mecânica induzida por Carragenina, Prostaglandina E2, Epinefrina, LPS (lipopolissacarídeo de membrana). Nos modelos de dor crônica, serão utilizados os testes de hipernocicepção induzida por CFA (adjuvante completo de Freund) e dor neuropática induzida pela constrição parcial do nervo ciático e avulsão  do plexo braquial. A atividade anti-inflamatória será avaliada através do teste de edema de pata induzido pela carragenina, bem como através da dosagem dos níveis de citocinas (IL1-beta e TNF- alfa) e da migração de neutrófilos verificada indiretamente através da atividade da mieloperoxidase.

Equipe: Dr Rivaldo Niero (Docente orientador), Dra Fátima de Campos Buzzi (Co-orientadora), Dra Nara Lins Meira Quintão (Colaboradora), Juliana Paula de Souza (Doutoranda).

Financiamento: - Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina.

Início: 2012

Copyright - univali.br - 2021 - Todos os direitos reservados