SharePoint

Banquete literário propõe leitura sob nova ótica

 


por João Francisco de Borba | 17/07/2018

Itajaí - Apostando no potencial das mediações, o curso de Letras da Univali, ao propor a leitura de "Os Lusíadas", de Camões, organizou um Banquete Literário com o objetivo de criar um espaço fruitivo de discussão sobre a obra. O objetivo era que os acadêmicos percebessem que não há como separar o sensível do inteligível e, que assim como é preciso nutrir o corpo com alimentos, é necessário também aprovisionar o espírito, explica a professora Adair de Aguiar Neitzel.
leitura em pé.jpeg
"A leitura dos clássicos não é nada fácil. A linguagem trabalhada, que mais esconde do que revela, precisa ser atentamente lida e interpretada. E quando se trata de um clássico do século 16, escrito em um gênero que não temos mais familiaridade como as epopeias, e em português lusitano, parece que fica ainda mais difícil. Mas, nada como um curso que prepara seus futuros professores para mediar um texto literário desta natureza", reitera a professora.
um brinde.jpeg
O curso de Letras da Univali vem inovando ao qualificar seus acadêmicos para tornarem-se mediadores de leitura do literário, pois segundo a professora Adair de Aguiar Neitzel, "quando o professor é um apaixonado pela literatura, quando se descobre leitor, ele será um mediador na escola que se empenhará em despertar nos seus alunos o gosto pela literatura e buscará criar mediações que, além de ampliarem as competências linguísticas dos leitores, os afetem e sensibilizem". 

  • Compartilhe:

Comentários



Voltar para todas as notícias

Copyright - univali.br - 2018 - Todos os direitos reservados

Banquete literário propõe leitura sob nova ótica